1XBET.COM

Campos/RJ [BRA]

Atualizado em 04/10/2017
Nome Oficial Campos Atlético Associação
Fundação  26/10/1912
Status Atual  Em atividade
Endereço  Avenida Doutor Alberto Torres, 714
Bairro  Parque Leopoldina
Cidade  Campos dos Goytacazes
Estado  Rio de Janeiro
CEP 
País  Brasil
Retrospecto  Clique aqui para ver todos os campeonatos com participação deste time
Localização 
Telefone  (22)2732-3888
Apelido  Roxinho da Coroa
Mascote 
Uniforme  Camisas listradas roxo,preto,calções brancos e meias pretas
Nome Anterior  Carapebus-Campos
Equipe Ranqueada  Campos
Grafia Orig. 
Grafia Orig. Oficial 
CNPJ  29.264.330/0001-76
Site Oficial 
Outros Sites 
Outros Sites 
Estádios 
Antônio Ferreira de Medeiros (Ferreirão), Cardoso Moreira/RJ, Brasil
Ubirajara de Almeida Reis, Casimiro de Abreu/RJ, Brasil
Ary de Oliveira e Souza (Arizão), Campos dos Goytacazes/RJ, Brasil
Ângelo de Carvalho, Campos dos Goytacazes/RJ, Brasil
Histórico 
Fundado como Campos Athletic Association, jogava no estadio Angêlo de Carvalho.

Foi campeão campista e fluminense em 1956, campeão do interior do estado em 1977.

Campeão campista em 1918, 24, 32, 56 e 76.

O 'Roxinho da Coroa' foi Fundado em 1912, por Ângelo de Carvalho, em sua residência situada no bairro do Caju, junto com seu genro, Wanderley Barreto (este eleito o Presidente), Fernando Alberto Muri, Jorge Muniz Filho, Victor Arezo, Carivaldino Carvalho, Onizio Silva, Antonio Augusto de Carvalho, Francisco Augusto de Carvalho, Floriano Peixoto, Lincol Silva, Rotichild de Castro e Alvino Silva.

Campos-AA.bmp

Após juntarem dinheiro, Wanderley ficou incumbido de viajar até ao Rio de Janeiro, onde foram comprados os materiais para o novo clube e retornando da Capital trouxe duas bolas, bomba de ar e um livrinho com as regras do jogo, já que a maioria não as conhecia.

O clube rompeu barreiras ao abrir suas portas a todos que quisessem participar da equipe, independentemente de sua cor e classe social e, dessa forma, junto com o Goytacaz, se diferenciavam dos demais clubes elitistas da época. As cores escolhidas para representar o clube, foi o preto, representando a raça negra e o roxo, simbolizando o mulato.

Tendo como suas cores o roxo, o preto e o branco, seu primeiro campo do clube era alugado ao extinto Lacerda Sobrinho Futebol Clube, no bairro da Coroa, vindo daí o nome da mascote Leão da Coroa.

Mais tarde o clube se instalou em outro campo em local próximo, mas já no bairro do Caju, mais precisamente na Rua Rocha Leão, atrás do antigo presídio da cidade, onde permaneceu até adquirir a área do atual estádio Ângelo de Carvalho localizado na Avenida Alberto Torres no Parque Leopoldina, obra de um estádio que jamais foi concluída, mas que mesmo assim, foi palco de muitos jogos importantes pelos campeonatos da cidade.

Dizem os mais antigos que o primeiro uniforme do clube foi constado de listras verticais em roxo, preto e branco, porém é possível achar fotos em que o clube se apresenta de branco e com um escudo bem diferente do utilizado ao longo de sua história.

O Campos foi campeão municipal nos anos de 1918, 1924, 1932, 1956 e 1976, além do Campeonato Fluminense de 1956, que não chegou a ser disputado em campo mas que deve ter o título reconhecido pela atual federação. Possui ainda a conquista do título de Campeão da Zona Norte do Interior do Estado do Rio de Janeiro no ano de 1976.

O Campos nunca deixou de integrar a primeira divisão do antigo Campeonato Campista que foi profissionalizado no ano de 1952. Também nunca deixou de fornecer jogadores aos selecionados escretes da Liga Campista de Desportos.

Seus maiores jogadores foram Rebolo, que veio a envergar a camisa do América Football Club nos seu grandiosos tempos, além de Hélvio, beque que chegou a jogar no Santos Futebol Clube. Ipojucan centroavante campeão em 1956. Manoelzinho, goleiro nos primeiros anos do clube e cobiçado pelos grandes da capital, nunca deixou o roxinho. Crisolino, lateral esquerdo que marcou época no clube. Jorge Chinês teve sua vida dedicada ao clube como jogador, e depois dirigente, dos mais renomados amigo de Zizinho com quem jogou junto ao time do Exército, além de Bimba, jogador admirável que resta para sempre na memória de quem o viu jogar.

Pelo Campos, ainda atuaram jogadores de renome nacional como o zagueiro Brito e o meio-campista Afonsinho num jogo amistoso contra o Palmeiras na década de 70, década esta que nunca deveria ter acabado, pois foi nela em que o clube teve seus últimos bons momentos no futebol, que no transcorrer dos anos deixou o futebol de lado em alguns momentos se dedicando mais a parte social.

Vindo a forma hora ou outra equipes na categorias infantil e juvenil nos campeonatos promovidos pela atual Liga Campista de Desportos e até mesmo pela FFERJ.

Em 2008, as equipes de infantil e juvenil se sagraram campeãs do Campeonato Campista 2008 nas respectivas categorias. Após muitos anos, o time está criando uma nova equipe para a categoria adulta ("profissional"), embora a equipe seja amadora para a disputa da Taça Cidade de Campos 2008.

A última vez que o clube se aventurou no profissionalismo foi quando disputou a Terceira Divisão do Estado do Rio em 1988 e 1989.

Fonte: Wikipédia

Após o campeonato Carioca de 2017, o Carapebus e o Campos terminaram a parceria. O principal motivo foi a diminuição da taxa de filiação (o Campos conseguiu se filiar isoladamente).

Presidentes 
Wanderley Barreto
Edmundo Chagas
Jorge Muniz
Luiz Carlos de Oliveira
Jorge da Paz Almeida (por cinco vezes)
Jovino Gomes Lima
Milton Marques
Anísio Silva
Wander Lugan Malafaia
Rodoval Bastos Tavares
Dário Canela
Hino 
Escudos na linha do tempo  Clique aqui para ver os escudos e sedes usados por este time na linha do tempo
Escudos Anteriores  Campos/RJ [BRA] Campos/RJ [BRA] Campos/RJ [BRA] Campos/RJ [BRA]
Uniforme 
Mascote 
1XBET.COM