União(PF)/SP [BRA]

Atualizado em 28/07/2020
Nome Oficial Esporte Clube União
Fundação  03/09/1916
Status Atual  Amador
Endereço  Rua Tristão Pires, 05
Bairro 
Cidade  Porto Feliz
Estado  São Paulo
CEP  18450-000
País  Brasil
Retrospecto  Clique aqui para ver todos os campeonatos com participação deste time
Localização 
Telefone  (14) 262-1222
Apelido(s) 
Mascote(s) 
Cores 
Equipe Ranqueada  União(PF)
Grafia Orig. 
Grafia Orig. Oficial 
CNPJ 
Site Oficial 
Estádios 
União, Porto Feliz/SP, Brasil
Histórico 
A trajetória do E.C. União se confunde com a história do futebol em Porto Feliz. Afinal, foi o primeiro clube a se organizar oficialmente. A primeira ata registra a presença de personalidades ilustres como José Elias Habice, Samuel de Moares Fernandes, Elpídio Paes de Almeida, José Fernandes de Camargo, João Marinônio de Camargo, Aquiles Ferraz de Oliveira, Apparício Pires, Tales Gonzaga de Campos Leite, Evaristo de Arruda Filho, Joaquim Guilharducci , Gumercindo Taque, Luiz Stettener, José Ferras de Almeida Junior, Francisco Dias Pacheco e os homens que formariam a primeira Diretoria: Aristides Valentim Torres (Presidente), José Esmédio Filho (Secretário), Napoleão Albieiro (Tesoureiro), Francisco Lopes Soares (Procurador) e João Benedick (Diretor).

Nos anos seguintes os sócio-fundadores se revezaram entre uma participação mais efetiva frente à diretoria e o apoio de bastidores, sempre com a espinhosa tarefa de 'bancar' os custos da manutenção do Clube.
Os anos corriam e novos nomes iam incorporando-se à grande família unionista. Vieram Jorge Antonio, Aristides Paes de Almeida, Sebastião Xavier Antunes, Pedro Bonini e Inácio Cazelato, que ocuparam a presidência nos anos seguintes. Depois ainda vieram Antonio Pires de Almeida (Dr Antoninho), Jarbas Pimenta, Tigüera, Coubassier, Juquita, Nicanor, Paiol e Caio.No ano de 1947, aparece a figura de Ângelo Fustaino. Conhecido como seu Angelim, ele dirigiu o Clube por mais de três décadas - 20 vezes como presidente - e foi o responsável por obras importantes como a construção dos vestiários, sede social, muros, alambrados, cobertura das arquibancadas e nova iluminação.
Depois o União passou pelo comando de várias famílias tradicionais da cidade como Lauro Deóclates e Paulo César Galvão, Valdemar Ravelli, Marco Aurélio Palma, Luiz Antonio, Luiz Armando e Sérgio Ricardo de Carvalho, Clóvis Guadagnini, José Geraldo Pacheco da Cunha Filho, Jorge Luís e Eder René Savioli, Luiz Antonio Antunes, Luís Roberto Monfrim, Alexandre Ambrósio Rubini, Paulo Rogério Sgariboldi, o atual presidente Silvio Assunção de Oliveira e muitos outros, todos deixando sua valiosa colaboração.
Resgatar a história do União é uma tarefa difícil, que exige um mergulho em corações apaixonados de diferentes gerações de jogadores, dirigentes, torcedores e simpatizantes que marcaram passagem pelo Clube.
É possível, entretanto, captar algumas passagens significativas, como as que fazem parte do livro de 'Reminiscências', do ex-presidente José Esmédio Paes de Almeida.
Lá consta, por exemplo, que em 12 de agosto de 1933, o União venceu um time misto do São Paulo Futebol Clube por 4 x 1, tendo como árbitro ninguém menos que Arthur Friedenreich, o craque da época. Outra partida histórica relatada no livro de seu Esmedinho diz que o União venceu o então Palestra Itália por 4 x 3, em 19 de junho de 1938, fato inclusive que consta do Almanaque da Sociedade Esportiva Palmeiras.
Seu Esmedinho, que mais tarde emprestaria seu nome ao estádio da Rua Tristão Pires, foi sem dúvida um grande entusiasta do clube. Foi ele, também, o autor da frase 'O Mais Querido', que virou uma espécie de refrão entre os torcedores.

Parte das informações: Toninho Sereno
Presidentes 
1947: Angelo Fustaino "Angelim"
Hino 
Escudos na linha do tempo  Clique aqui para ver os escudos e sedes usados por este time na linha do tempo
Escudos Anteriores 
Uniforme(s)  União(PF)/SP [BRA]
Mascote(s) 
Bandeira(s) 
Flâmula(s)